12 de agosto de 2010

sunshine...

Não sei ao certo o "por quê" de tudo isso aqui. Na realidade não sei por que ainda tenho um blog numa realidade onde vlogs são tão "cool" e tudo mais.
Deve ser porque sou um péssimo orador, gaguejo e se eu PENSAR em ver o que gravei, ou ouvir minha voz, sinto pena de mim mesmo, uma vergonha pessoa absurda que eu em breve terei de perder. Mas isso aqui não funciona como debate de mim para mim mesmo, afinal sou o único que sustenta a leitura dos mesmos textos amarelos e sem nexo que um dia eu ousei digitar.

O que eu realmente não entendo é o sentido de eu perder tempo pensando (exato, perder tempo pensando) em umas coisas aleatórias e sem sentido, não desmerecendo minha vida ou qualquer coisa relacionada a isso, mas sim desmerecendo o tempo empenhado e cada empreitada que faço de mim para mim mesmo, tentando desvendar os mistério em ser mais um Marcelo, sem sobrenome e sem qualquer tipo de vínculo com as severas realidades mundanas...

Não, eu não me considero um cara que seria um suicida em potencial e menos ainda isso é uma carta de despedida (certo que quem é suicida sempre diz que não é, mas eu sou muito preguiçoso pra bolar alguma coisa, e sei lá, cada dia a mais, é um a menos, então acho que não faria sentido eu me matar se já estou me matando... recapitulando) é mais voltada sim a uma auto reflexão que lerei em uns 2 dias, meses, ou em 5 anos, e pensarei: é, vale a pena ser um pouquinho assim.

Não se importar com os outros é muito fácil... se você é uma pedra. Aliás, acho que nem assim é fácil. Você vê injustiças, convive com isso de domingo a domingo, feriados, sabe que tá tudo na bosta, e vai fazer o que? Na realidade, sou do seguinte pensamento: uma pessoa pode tentar mudar o mundo. mas não pode mudar as pessoas.

Você é aquilo que é, e ponto final. Se vier alguém a sua porta e disser: Por acaso você conhece a palavra do senhor? Não o fará pensar: "nossa, não conheço. esse cara ai mudou minha vida."
Iniciativa de mudança tem de partir de dentro pra fora, e não o contrário. Podem vir 500 pessoas e dizer: Corta essa porra desse cabelo, faz a barba, para de usar drogas, arruma um emprego, cuide bem da sua familia, não trate sua mulher como lixo, não divida culpa ou transfira, larga desse infeliz que só tá atrasando sua vida.
Se você não para e pensa: "Mano, ta errado isso dai!" você não muda, quando você não enxerga o problema, ele simplesmente não existe.

Não dou exemplos pessoais, mas meu, problemas todos tem, eu tenho, você tem, a vida não é perfeita. Se você tem amigos, ta morrendo de fome, se tem comida em casa, não tem grana. Um problema e uma solução andam normalmente juntos.

Não quero me prolongar nesses textos, senão quando eu mesmo for ler isso aqui de novo vai me dar preguiça, entrei querendo escrever sobre umas coisas, acabaram saindo outras, mas é isso ai. A vida continua, amanhã é sexta-feira, semestre vai acabar, ela vai embora, é meio que por ai que ta andando o bonde.



e é assim que funciona: cochilou, perdeu.




-marcelo.wtf - stills that way.