2 de setembro de 2009

dear mama...

Sei lá, as vezes me canso de postagens sérias, com nexo, com fundamento ou com algum tipo de teor literario.
As vezes é legal fazer um post unicamente pra dizer que você está/não está nos melhores dias, que está estranho, que está feliz, ou triste, porque seu computador quebrou e não foi na sua mão.

Quero um iPod, uma vida menos complicada, uma tatuagem e uma chance.
Seriam isso coisas muito complicadas? Todas elas?

Meu professor hoje disse que não vê nada de bom em blogs, orkut, twitter. Que todos escrevem para que outros leiam, não para si mesmo.
Bom, se sou o único que vê isso, posso dizer que escrevo pra mim. Segundo, não escrevo na intenção de ser conhecido na internet, de ter fãs, na esperança de alguém ler.
Escrevo porque dia a dia sinto vontade, necessidade de passar, ou de tirar de mim, o meu dia, como foi, como penso, como me sinto. Não me sentiria bem e ficar quieto, simplesmente ver a vida passar, nada retirar e nada acrescentar.


entenda como quiser.

-marcelo

Um comentário:

marcelo disse...

dear marcelo

fale para seu professor não escrevemos exclusivamente para que alguem leia e sim, como disse varios escritores: O poeta escreve porque tem algo a dizer...

Seu irmão
Pioli